Educação em Pauta

5 brincadeiras para trabalhar a autoestima das crianças

A escola é um espaço de pluralidade e diversidade. Lá, as crianças convivem com pessoas diferentes e têm a oportunidade de aprender mais a respeito dos outros e delas mesmas. E, quando tudo é feito com respeito e cuidado, surgem resultados incríveis, como o reforço da identidade, a construção da personalidade e da individualidade e também o aumento da segurança da criança. Só de pensar nos pequenos crescendo com todas essas qualidades, já dá para imaginar que serão adultos mais bem preparados para alcançar muitas conquistas, né?

Pensando nisso, listamos aqui algumas atividades bem divertidas para fazer em sala de aula e trabalhar a autoestima das crianças.

 

1. CADEIRA DO ELOGIO

Coloque uma cadeira no meio da sala de aula. Um aluno vai sentar na cadeira e, enquanto estiver ali, os outros colegas devem falar, um de cada vez, alguma coisa de que o aluno que está sentado gosta. O legal é que todas as crianças experimentem a sensação de estar na cadeira e escutar coisas positivas. Isso fortalece a individualidade e também trabalha a capacidade de empatia de todos os colegas!

 

2. CAIXA DO TESOURO

O professor pode fazer isso individualmente ou com todos os alunos ao mesmo tempo. Para esta atividade, ele deve providenciar uma caixinha com um espelho dentro. Cada aluno deve ter a caixinha em mãos, fechada, enquanto o professor fala que, ao abrir a caixa, eles verão um tesouro, uma preciosidade lá dentro. Quando as crianças abrirem a caixa e enxergarem a si mesmas, o professor explica como cada uma delas é um ser único e especial. Além disso, ele também pode falar que, unida, a turma fica mais diversa, mais rica e completa!

 

3. “ADIVINHA QUEM É O MEU AMIGO?”

Esta atividade é como um amigo secreto, mas, em vez de presentes físicos, as crianças vão trocar elogios entre si! Para começar, faça um círculo com os alunos e entregue um pedaço de papel e um lápis para eles. Depois, cada criança deverá escrever três características positivas para definir o colega que está à sua direita. Quando todos tiverem escrito, colocarão os papéis num pote ou sacola, que será passado entre os amigos até que todos tenham um novo papel. Aí é hora da revelação: as crianças devem, com base nas qualidades descritas no papel, adivinhar quem é aquele amigo.

Observação: para facilitar, o professor pode, antes do sorteio, escrever no canto do papel quem é o aluno citado ali. Aí é só combinar que ninguém vai ler o nome da folha.

 

4. “EU SEI FAZER…”

Primeiro, peça aos alunos que pensem numa atividade em que eles sejam muito bons. Pode ser nadar, andar de skate, cantar, jogar videogame, ler… aqui é importante que a criança pense no que ela gosta, pois, assim, estará refletindo sobre suas preferências e sua personalidade. Depois, cada aluno deve fazer uma mímica para os outros colegas, enquanto eles tentam adivinhar qual atividade o amigo está demonstrando.

 

5. ESTÁTUA COM EMOÇÃO

Aqui a ideia é fazer uma brincadeira de estátua um pouco diferente. O professor deve soltar a música enquanto os alunos dançam, aí, quando a música parar, todos devem ficar em posição de estátua e, além disso, representar uma emoção. A cada rodada, o professor escolhe alguns alunos para adivinharem as expressões dos outros colegas. É uma atividade para desenvolver a habilidade de comunicar os sentimentos e a empatia entre os alunos.

 

Essas atividades são fáceis de serem feitas e vão ajudar os alunos a valorizar suas características e as dos colegas também. Lembre-se sempre de que juntos nós somos mais fortes!

 

 

COMPARTILHE ESTE POST

Relacionados: